Xinando - Cartoon
Cartoons made in Açores

sábado, 7 de março de 2009

MonoCultura 62 - O Magalhões

A polémica em torno dos erros ortográficos de uma aplicação do Magalhães dá que pensar.
Em primeiro lugar, em vez de se tirar a aplicação, uma vez que tem actividades didácticas, que tal pensar em corrigir os erros e mantê-la?
Em segundo lugar, a nossa comunicação social, tão letrada e que não nos insulta com erros ortográficos todos os dias, está radiante! Pois, mas eles não tiveram o Magalhães em pequeninos... então não aprenderam mesmo no sistema de ensino antigo!
E como não aprenderam, e não jogaram jogos de lógica, não se apercebem que um Português que emigra aos 10 anos, se não for burro ou sobredotado, tem, precisamente, a QUARTA CLASSE!
Claro que não é proibido continuar a estudar no país para onde emigrou...

Recomendo a visualização deste excelente cartoon de Henrique Monteiro.

Cartoon de 07 de Março de 2009

2 comentários:

mb|Weblog disse...

"...o artigo e reportagem da SIC refere o tradutor, José Jorge, como tendo a 4ª classe (“Tradutor tem a 4ª classe”). O tradutor, José Jorge, tem uma licenciatura em Filosofia e uma segunda licenciatura em Informática trabalhando neste momento nas Tecnologias de Informação. O Gcompris é uma excelente aplicação e o responsável pela tradução tem o mérito de ser o driver da tradução portuguesa." - Blog não-oficial da equipa de desenvolvimento Caixa Mágica.

geocrusoe disse...

Concordo que se o ministério da educação tivesse funcionado bem no início, alguém teria feito a verificação preventiva das aplicações, do português e da sua utilidade didática, depois corrigiria e o magalhães sairia para o público alvo de forma correcta.
o mesmo ministério, provou agora porque é um elemento de deseducação (contrariamente ao nome), pois detectado o erro por terceiros (por falta da verificação preventiva) se pensasse minimamente em resolver problemas, teria rapidamente criado condições para se disponibilizar uma actualização via net da aplicação na qual se corrigiria os erros e a funcionalidade manter-se-ia.
simplesmente o ministério efectivamente da deseducação mais preocupado com a propaganda voltou a agir mal... tal como por norma reagem todos os ministérios deste governo... com prepotência e erradamente.
O OCS apenas tiveram um brinquedo gratuito e tem-no usado como, por norma, o fazem